O que é preciso para regularização de uma clínica de estética?

Você deseja formalizar sua clínica de estética, mas ainda não sabe quais procedimentos deve realizar para a regularização? Continue lendo e saiba mais!

Sabemos como o mercado de estética vem crescendo durante os últimos anos. Se você tem o sonho de montar sua própria clínica, é preciso compreender como proceder nesse segmento de saúde e beleza.

Por isso, antes de entender como se aplicam as normas para a regularização de uma clínica de estética, é preciso entender porque são necessárias, isto é, qual é o papel da vigilância sanitária nesse processo.

Além de assegurar a qualidade dos produtos e do ambiente de trabalho, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e os demais órgãos de vigilância sanitária locais, compreendem um nicho da saúde pública que busca atuar nos diferentes estabelecimentos comerciais, a fim de que os mesmos estejam aptos para funcionar no mercado e assim, haja uma maior prevenção riscos à população.

A consequência dessa adequação às exigências da Anvisa, é aumentar sua credibilidade diante dos clientes. Dessa forma, a importância não está apenas em cumprir as normas, mas em oferecer um bom serviço em seu espaço. 

Para que você compreenda melhor o que é preciso para regularização de uma clínica de estética, selecionamos os principais fatores correspondentes. Confira a seguir:

1. Mantenha uma estrutura agradável e com limpeza frequente

Isso mesmo! Mantenha uma estrutura agravável e com limpeza frequente. Esse é o principal requisito para estar em dia com a vigilância sanitária e adquirir uma imagem positiva diante dos clientes.

Isso porque, principalmente em tempos de pandemia, a higienização local, é crucial para evitar doenças, infecções, e quaisquer outros riscos à saúde de clientes e colaboradores. Portanto, é importante estar atento à limpeza frequente do ambiente de trabalho e de recepção dos clientes, assim como de equipamentos.

Além disso, alguns detalhes como a iluminação local, a destinação correta do lixo e as instalações sanitárias devem estar em perfeita ordem, assim como a limpeza de ar-condicionado, que também deve ter manutenção constante. 

2. Confira o registro de produtos utilizados nos clientes

É frequente a utilização de diversos cosméticos e equipamentos (nesse caso, é sempre importante lembrar de mantê-los esterilizados), durante um procedimento na clínica de estética. Sendo assim, não esqueça do primordial: confira o registro de produtos utilizados nos clientes.

Essa é uma dica importante para ambos, já que você consegue minimizar os riscos de um produto que possivelmente, não foi registrado.

3. Adquira todos os documentos solicitados

Para obter a formalização da sua clínica de estética, são necessários alguns documentos, como o Alvará Sanitário, Manual de Boas Práticas, o Registro de manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos e tantos outros elementos burocráticos.

Dentro desse âmbito, é válido consultar as normas e providenciar todos esses elementos com um profissional especializado, que norteie todo o processo de abertura da sua clínica de estética e prossiga realizando a manutenção de projetos para cuidados sanitários.

A Santé – Consultoria em Vigilância Sanitária

A Santé realiza consultoria, assessoria e treinamentos em Vigilância Sanitária de forma exclusiva para o seu negócio, que vão desde análise de propostas para atuação no mercado, até organização, planejamento e preparo interno da sua empresa.

Dessa forma, contamos com uma equipe especializada em Vigilância Sanitária, incluindo empresas do ramo da beleza, saúde, alimentos, entre outros.

Ademais, para agendar a sua consultoria entre em contato conosco:

• Fone: (83) 3045-0997

• E-mail: contato@santeconsultoria.com.br

Caso você verifique alguma irregularidade entre em contato com os órgãos fiscalizadores. Para mais informações sobre registro de produtos, consulte a Anvisa.