Como a vigilância sanitária assegura a saúde da população?

O papel da vigilância sanitária está diretamente interligado com a saúde da população. Isso vai além do que muitos pensam ser apenas inspeções e punições em estabelecimentos.

Sendo assim, você pode se perguntar: mas como a vigilância sanitária assegura a saúde da população? Continue lendo e entenda mais sobre o tema!

É válido salientar que o próprio conceito de vigilância sanitária é baseado em um segmento da área de saúde, que compreende a análise e fiscalização de produtos e serviços disponibilizados à venda, ou seja, comercializados entre a população.

Como a vigilância sanitária atua?

Primeiramente, é importante identificar o papel de órgãos como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que ocorre por meio da regulação em um conjunto de normas para os nichos da saúde, medicamentos, beleza, alimentação, clínicas, produtos agrotóxicos, vigilância em portos e fronteiras, entre outros.

Tudo isso ocorre através de ações de fiscalização para assegurar a qualidade dos produtos a serem consumidos, disponibilização de informação, contribuição na análise e estudos de medicamentos, acompanhamento de casos de doenças, dentre diversas outras medidas.

Para melhor compreensão, selecionamos alguns aspectos primordiais para estar de acordo com essas normas e assim, manter a segurança proposta pela vigilância sanitária, confira a seguir:

1. Mantenha a documentação em dia

Mantenha a documentação em dia

Ao montar um estabelecimento, a primeira coisa que deve ser pensada é a regularização do ambiente, a fim de que todas as autorizações sejam emitidas.

Logo após, o registro de produtos também deve ser realizado segundo as normas da Anvisa e dos órgãos fiscalizadores locais.

Nesse ínterim, é importante ter o auxílio de uma empresa especializada, que providencie toda a parte burocrática e que seja especializada no tema, para que seu negócio não corra riscos e ofereça um serviço de credibilidade para os clientes.

2. Converse com seus colaboradores

Converse com seus colaboradores

Uma empresa é formada por seus colaboradores. Por isso, mantê-los capacitados e informados sobre essas normas, é uma forma de adequar os serviços do estabelecimento como um todo à essas condições.

Isso porque, não é apenas a saúde dos clientes que a vigilância sanitária procura assegurar, mas também a de funcionários, as condições de trabalho, entre outros.

3. Estabeleça um planejamento interno

Estabeleça um planejamento interno

Realizar a gestão de toda uma empresa, não é uma tarefa fácil. Por isso, o planejamento ajuda a verificar e monitorar questões regulares, fiscais, e administrativas, assim como desempenhar uma função específica para coordenar as ações de vigilância sanitária e evitar multas e punições.

Essas punições podem vir por denúncias pré-existentes, ou diversos fatores de inadequação em uma inspeção, seja em produtos, a exemplo de alimentos vencidos; falta de higiene no ambiente de produção; ou até mesmo condições desfavoráveis dos colaboradores.

É importante evitar ao máximo, porque além de serem  infrações diante da lei, – nesse papel da vigilância sanitária possui de assegurar a qualidade do que é oferecido – podem acarretar em consequências para saúde da população e, consequentemente, uma falta de autoridade na empresa e perda de confiança e credibilidade pelos clientes.

A Santé – Consultoria em Vigilância Sanitária

A Santé realiza a elaboração de POP’s de forma exclusiva para o seu negócio, que vão desde análise de propostas para atuação no mercado, até organização, planejamento e preparo interno da sua empresa.

Dessa forma, contamos com uma equipe especializada em Vigilância Sanitária, incluindo empresas do ramo da saúde, alimentos, entre outros.

Ademais, para agendar a sua consultoria entre em contato conosco:

• Fone: (83) 3045-0997

• E-mail: contato@santeconsultoria.com.br

Caso você verifique alguma irregularidade entre em contato com os órgãos fiscalizadores. Para mais informações sobre registro de produtos, consulte a Anvisa.